Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Argentinos Juniors?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

O Argentinos, fundado a 14 de Agosto de 1904 nos suburbios de Buenos Aires foi inicialmente denominado de Martyrs of Chicago, em homenagem aos oito homens injustamente acusados, perseguidos e condenados pela explosão de uma bomba numa manifestação em Chicago. Depois de um primeiro jogo com uma derrota por 12-1, e de várias mudanças de campo, o Argentinos acabou por se sediar em Vila Urquiza.

Finalmente em 1909 filia-se à Associção de Futebol Argentina, que acabaria por trocar em 1912 pela Federação Argentina de Futebol. Em 1921 consegue finalmente a sua primeira promoção à primeira liga argentina, onde se qualifica em sexto lugar no primeiro ano em que a disputa. Em 1927 as duas associações de futebol unem-se e o campeonato passa a ser disputdado por 36 equipas, o que termina em 1930 com a formação de uma liga profissional.

O Argentinos foi um dos 18 clubes seleccionados para disputar essa liga, mas depois de uma tentativa de união com o Club Atlético Atlanta que correu mal devido a falhas financeiras deste último clube, o Argentinos acaba por terminar a época em penúltimo, sendo assim despromovido em 1937.

Demorou 18 anos até que o Argentinos Juniors voltasse a disputar a primeira liga, tendo isso apenas acontecido em 1956. Daí em diante o clube estabelecer-se-ia no meio da tabela classificativa, conseguindo em 1960 uma época singular em que se classificou em 3º a dois pontos do campeão Independente.

Então em 1967  esta liga foi extinta, passando a existir duas provas, uma que se realizava na primeira metade do ano e outra que se realizava na segunda metade. O Argentinos sentiu dificuldade em adaptar-se às novas provas e apenas em 1980 conseguiu o seu primeiro resultado notavel, com um segundo lugar no campeonato metropolitano, que se realizava na primeira metade do ano. Despois deste bom resultado, seguiu-se o terceiro lugar no nacional de 1983, seguido das vitórias em ambas as provas, sendo a primeira, na primeira prova do ano em 1984 e a segunda, na segunda prova do ano em 1985. Estas conquistas foram apenas no início da grande conquista da história do clube que iria acontecer na Copa Libertadores da América, onde o Argentinos selou a vitória da prova num jogo decidido por grandes penalidades frente ao América de Cali, da Colômbia.

Na época seguinte a liga volta a mudar de formato desta vez sem causar grandes problemas ao Argentinos, o que não se repetiu em 1990 com a instauraçãos das Ligas de Apertura e Clausura onde logo passados dois anos o clube já se encontrava a lutar pela manutenção. Em 1995 o clube cai finalmente para a segunda liga. Depois de dois anos a disputar a segunda liga o Argentinos alcança novamente a promoção, mas mais um vez sem se conseguir afirmar, o clube acaba por ser relegado novamente em 2002.

Após dois anos o clube volta a conseguir a promoção, mostrando desta vez vontade de ficar. Em 2008 o clube já voltava a participar numa competição internacional, e depois de um pessimo ano de 2009, em 2010 o ex-jogador do clube Claudio Borghi assumiu o comando técnico da equipa e conduziu-a à conquista do seu primiero título Clausura.