Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Angola?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

A Selecção de Futebol Angola foi formada em 1979 mas a sua primeira qualificação para uma prova de renome mundial aconteceu apenas em 1996 quando se qualificaram para a Taça das Nações Africanos. Esta qualificação repetiu-se na edição de 1998 da mesma prova, tendo em ambas as edições falhado a qualificação para a segunda ronda da prova.

O primeiro título da Selecção Angola apareceu em 1999 quando venceram a Taça COSAFA – prova anual destinada aos países do sul de África e África Oriental. Em 2001 o título repetiu-se e em 2004 Angola mostrou mais uma vez que esta prova é realmente a sua praia, vencendo a prova pela terceira vez em 5 anos.

Depois de deixarem escapar a qualificação para três Taças das Nações Africanas, Angola volta a qualificar-se para a prova em 2006, ano em que alcança também a primeira qualificação para o Campeonato do Mundo realizado na Alemanha, ficando-se pela fase de grupos em ambas as provas. Infelizmente para os angolanos esta foi a primeira e única qualificação de Angola para o Campeonato do Mundo e depois destas qualificações ainda tiveram que esperar mais dois anos, até 2008, para voltarem a ver a sua selecção a competir num torneio internacional – Taça das Nações Africanas.

Angola apareceu em grande na edição da Taça das Nações Africanas de 2008 ao qualificar-se em primeiro no seu grupo, o que elevou as espectativas em volta da equipa que não desiludiu os seus adeptos tendo atingido os quartos de final da prova, onde fora eliminada pelo Egipto numa partida que terminou em 2-1.angolaimagemtexto

Em 2010 Angola foi país anfitrião da Taça das Nações Africanas, pelo que tinha a sua presença na prova assegurada. Depois do resultado alcançado em 2008 as expetativas envolta da equipa eram altas, mas os angolanos não foram capazes de mais do que igualar o mesmo resultado da edição anterior, sendo eliminados nos quartos de final pelo Gana. Desde então a selecção tem continuado a assegurar a sua presença na prova, nunca conseguindo ir além da fase de grupos.