O Barcelona recebeu e venceu o Real Madrid, por 2-1, num jogo que pode ficar marcado pela determinação do campeão espanhol.

Jogo do Título

Os merengues chegaram a ter 4 pontos de vantagem sobre os culés mas, com a derrota de hoje, passaram a estar a 4 pontos da liderança que perderam na 26ª jornada.

O clássico desta 28ª jornada não entrega o título ao Barcelona, mas define muito quando já só faltam 10 encontros.

O emblema catalão entrou a dominar o encontro e chegou ao golo, por intermédio de Mathieu, após um livre assinalado por Messi.

O Real reagiu e, aos 31 minutos, na sequência de uma assistência notável de Benzema, Ronaldo encontrou espaço no coração da área para finalizar. O português restabeleceu a igualdade e colocou novamente o conjunto de Madrid na disputa pelos três pontos, minutos depois de Neymar ter desperdiçado uma excelente oportunidade na cara de Casillas.

O Real entrou mais forte no segundo tempo e Benzema esteve mesmo perto de colocar os merengues em vantagem. Pela frente encontrou Claudio Bravo que lhe negou o golo.

De forma inesperada, Daniel Alves lançou Suárez que, ao entrar na grande área, disparou para o fundo da baliza de Casillas. O craque uruguaio restabeleceu a vantagem e o Barcelona podia gerir o resultado à sua maneira.

O jogo ficou partido e foi o Barcelona que teve as melhores oportunidades para ampliar a vantagem. Neymar e Messi não conseguiram fazer o golo, assim como Benzema voltou a permitir a defesa de Bravo.

O Real Madrid voltou a cair em Camp Nou e comprometeu as aspirações do título. Segunda derrota da equipa orientada por Carlo Ancelotti nos últimos três jogos para o campeonato.

Depois de ter perdido a Supertaça, ter sido eliminado da Taça do Rei e, muito provavelmente, ter visto o campeonato fugir hoje, resta a Liga dos Campeões, onde o Real terá pela frente o rival Atlético de Madrid.

MSN vs BBC

A lógica imperou e a equipa que tem estado em melhor forma venceu o encontro. O mau momento do Real Madrid tem-se arrastado desde o início do ano, com Benzema, Bale e Cristiano Ronaldo a serem apontados, pelos críticos, como os responsáveis pela forma actual.

FC Barcelona 2 - 1 Real Madrid 2015

Muito Barcelona, demasiado Luis Suárez, para tão pouco Real Madrid

O rendimento dos três homens da frente desceu muito face ao que tinham vindo a fazer em 2014.

Por outro lado, Messi, Suárez e Neymar tem vindo a aumentar os seus índices exibicionais e, os três sul-americanos do Barcelona, apresentam um elevado grau de cumplicidade e entendimento dentro das quatro linhas. Responsáveis pela fase positiva do Barcelona, juntos têm arrancado exibições de grande qualidade.

Esta noite os holofotes estiveram focados no duelo entre Messi e Ronaldo mas, os protagonistas foram outros.

Do lado do Barcelona, Mathieu foi o herói improvável ao inaugurar o marcador mas o melhor em campo foi Suárez. Não só apontou o golo da vitória como também desequilibrou a defesa madrilena.

Kroos e Modric comandaram a organização ofensiva do Real Madrid. Juntos conseguiram controlar o jogo a meio-campo, perante a oposição de Mascherano, Iniesta e Rakitic. Fisicamente, enquanto foi possível travar as iniciativas dos blaugranas, o Real não perdeu o controlo do jogo a meio-campo. O problema verificou-se quando Modric e Kroos deixaram de ter pernas para acompanhar as trocas posicionais e as constantes variações do centro de jogo.

Nos minutos finais, e com mais espaço em campo, apareceu Messi. O argentino tem-se apresentado a um grande nível e, apesar de não ter apontado qualquer golo a noite passada, foi um dos melhores em campo, pela sua importância e pela forma como abria os espaços para Suárez e Neymar aparecerem na cara do golo.

O período de dúvidas e indefinição parece ter ficado para trás. Catalunha respira melhores dias hoje com o 1º lugar. 68 pontos, contra 64 do Real, 60 do Valência e 59 do Atlético.

Na Copa do Rei, a presença na final já está assegurada e o adversário será o Atlético Bilbau. Destaque ainda para a presença nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, com os catalães a enfrentarem os franceses do PSG.

Boas Apostas!