Poder-se-ia dizer que já chega. Já chega de falar de Cristiano Ronaldo. Parece que quem escreve não tem outro assunto. E parece que quem lê só está disponível para artigos sobre Cristiano Ronaldo.

Mas não é essa a verdade, embora às vezes pareça que sim. Cristiano Ronaldo está em todo lado, por tudo e por nada e, especialmente, porque sim. Mas por vezes, tem mesmo que estar.

Ele está nas revistas e jornais de desporto. Mas também nas de cor-de-rosa. E nas generalistas. E na televisão. Seja nos anúncios contra a caspa ou nos noticiários por causa da casa em zona protegida ou porque vive a poucos quilómetros de alguém que contraiu o ébola. De vez em quando dá direito a uma reportagem, algumas vezes mascarada de documentário. E, se não é ele, é a sua família.

A família de Cristiano Ronaldo também alimenta os media. Ora é uma das irmãs que canta, ou que é participante num reality show, ou, ainda, um livro, auto-biográfico lançado pela mãe. Depois um filho de mãe incógnita. E uma namorada com cara de poucos amigos, que ora sim, ora também, parece chateada com o namorado (como se pode ver, ontem, na cerimónia de entrega dos prémios de La Liga).

Percebe-se. Cristiano Ronaldo vende. CR7 é uma marca. Os jornais e revistas usam-no, mas ele também se aproveita da situação. De facto, Cristiano Ronaldo, craque da bola como poucos, também é uma máquina de fazer dinheiro.

Mas, desta vez, nem é esse o caso. A verdade é que Cristiano Ronaldo está outra vez no centro das notícias desportivas. Por causa de prémios, dos quais é um fanático coleccionador, o que o levou, inclusivamente, a abrir um museu sobre si próprio, na Madeira, para onde vão todos os troféus que ganha, como os de ontem, que garantiu que iam para o seu museu, tendo até, aconselhado a audiência a ir visitar os seus troféus lá, no seu museu, na cidade do Funchal, na ilha da Madeira.

Ontem acabou por receber 3 prémios de uma assentada. Recebeu o Prémio de Melhor Jogador, Prémio de Melhor Avançado e Prémio de Autor de Melhor Golo, referentes à época 2013/2014 da La Liga. De salientar que Leonel Messi não ganhou nenhum troféu.

Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo é uma máquina a jogar, é uma máquina a fazer golos, mas também é uma máquina a coleccionar troféus e, por isso, já criou o seu museu na ilha da Madeira

Já hoje, Cristiano Ronaldo também ficou a saber que é um dos 23 nomeados à Bola de Ouro 2014, galardão atribuído pela FIFA e pela revista francesa de futebol France Football. O prémio será anunciado a 12 de Janeiro de 2015, mas a 1 de Dezembro já serão divulgados os 3 finalistas. Leonel Messi é um dos 23 jogadores nomeados para o prémio.

Ainda hoje, também, Joseph Blatter, presidente da FIFA, e que não é conhecido por morrer de amores por Cristiano Ronaldo, veio reafirmar que foi contra o prémio de Melhor Jogador do Mundial do Brasil para Leonel Messi, de quem é um fervoroso adepto, por achar que houve outros jogadores que estiveram bem melhor que Messi, nomeadamente Manuel Neuer, o guarda-redes da Selecção da Alemanha.

E isto depois de, há algumas semanas, Michel Platini, o presidente da UEFA, que também não é conhecido por morrer de amores por Cristiano Ronaldo, ter vindo a público afirmar que o jogador português não deveria ganhar a Bola de Ouro porque fez um mau Mundial.

Ora, é verdade que Cristiano Ronaldo fez um mau Mundial, no que foi secundado por toda a Selecção de Portugal, mas individualmente, e pelo seu clube, o Real Madrid, Cristiano Ronaldo tem vindo, de novo, a pulverizar recordes. Depois da excelente época de 2013/2014 que lhe valeram ontem 3 novos prémios, e depois do excelente início de época que leva este ano, para além do facto de ter, ele de novo, sido responsável pelo golo da primeira vitória da Selecção de Portugal na fase de apuramento, contra a Selecção da Dinamarca, fora, pensamos que está tudo dito, afirmado e comprovado.

E mesmo com todos esses anti-corpos suscitados nos presidentes das organizações, como a UEFA e a FIFA, são os seus colegas de profissão, treinadores e público em geral que escolhem os seus melhores. Não é, então, por acaso, que Cristiano Ronaldo ganhe os troféus que ganha. Porque os merece.

Este mês de Outubro foi ainda o mês em que Cristiano Ronaldo ultrapassou a fasquia dos 100.000.000 de seguidores na rede social do Facebook. É a quarta página mais popular da rede, estando somente atrás de Shakira, da página do próprio Facebook e do projecto Facebook for Every Phone.

É por isso que, de novo, se fala de Cristiano Ronaldo. Porque é notícia.

Boas Apostas!