As casas de apostas apesar de oferecerem o mesmo produto, são bastante heterogéneas entre sim, pelo que a escolha de qual utilizar não é fácil. Os apostadores têm três grandes grupos para escolherem: casas europeias, norte americanas e asiáticas. Num dos últimos tutoriais publicados sobre Analisar diferentes casas de apostas, uma das questões que salta à vista são as casas de apostas asiáticas e norte-americanas visto que grande parte das pessoas estão apenas familiarizadas com as europeias. Ainda que não tenhamos por hábito jogar em nenhuma destas casas, fomos pesquisar as diferenças entre as casas europeias, americanas e asiáticas.

Casas de apostas Europeias, Americanas e Asiáticas

Em primeiro lugar a diferença principal são as odds. Imagine que o apostador queria apostar a favor de um mercado com uma odd europeia de 2.50. Enquanto nas casas europeias as odds são oferecidas de forma decimal (2.50), nas casas americanas são oferecidas de forma americana ( +150). Por sua vez as casas asiáticas podem diferir na forma que apresentam as suas odds consoante o país de origem da casa de apostas, se for de Hong Kong são oferecidas de forma decimal, mas só contabilizando os lucros (1.50), nas casas de origem Indonésia funciona como as casas americanas só que dividindo por 100, ou seja a odd ficaria (+1.5o) enquanto nas casas de origem malaia a odd seria de (-0.40) que significaria que o apostador teria de apostar 0.40 para ganhar 1.

Seguidamente, outra das grandes diferenças entre casas são os desportos oferecidos. As casas de apostas europeias oferecem uma gama muito maior de desportos que as outras casas, assim se for do interesse do apostador, apostar num desporto com menos visibilidade (andebol, futsal etc.) a melhor opção recai sem dúvida pelas casas de apostas europeias. As casas de apostas americanas e asiáticas centram-se essencialmente nos desportos com repercussão na Asía e Estados Unidos (NBA, MLB, NHL e NFL) enquanto as europeias centram a maior parte do seu negócio no desporto rei.

Outro aspecto a ter em conta são os limites oferecidos, se o apostador tiver uma banca considerável e o objectivo seja apostar valores altos sem dúvida que as casas asiáticas e americanas conseguem oferecer uns limites não abrangidos pelas casas europeias. Estas são as principais diferenças que o apostador tem de ter em conta antes de escolher qual o tipo de casas de apostas com que quer jogar. Deixamos a ressalva que antes de escolher qualquer uma delas, tenha o cuidado de ler os termos e condições das mesmas, para depois não se deparar com surpresas desagradáveis.

Casas de Apostas Dinheiro

As margens das casas de apostas

Após este apontamento, vamos focar a nossa atenção nas margens das casas de apostas. Essas margens, que basicamente é uma comissão cobrada por parte de todas as casas de apostas para lhe dar uma vantagem sobre o apostador. Basicamente é o que sucede com o (0) na roleta ou com os ases na banca francesa, que permite aos casinos ter uma maior probabilidade de ganhar em relação aos seus jogadores. Esta é uma comissão que é cobrada por todas as casas de apostas sem excepção, o que varia é o tamanho da mesma consoante as casas de apostas. Entre os mercados o que apresentam menores comissões, o do handicap asiático é um dos que apresenta menos comissão, pelo que aconselhamos sempre os nossos leitores a escolher sempre o handicap 0 em deterimento do DNB (draw no bet) devido ao facto de normalmente na primeira a odd ser superior.

Outro aspecto é o facto de dependendo dos desportos e competições, as margens são maiores (um jogo com menos visibilidade oferece por norma margens maiores a favor da casa de apostas, que outro que seja mais importante) Também dentro da mesma competição, podem existir diferenças de margens. Por exemplo num jogo com mais mercado como a final da Liga dos Campeões, as margens são menores devido ao facto das casas de apostas quererem apregoar aos seus clientes que são mais competitivas e justas, e assim nos jogos de maior cartaz reduzem a margens, o que por exemplo não acontece em jogos da fase de grupos dessa mesma competição. Estas margens provocam uma luta desigual entre apostadores e casas de apostas.

Apesar de uma crença generalizada que as casas de apostas tomem muito riscos nas suas operações isso não é de todo verdade, e essas mesmas casas estão constantemente a procurar oferecer odds que provoquem uma entrada de dinheiro, independentemente de qual seja o resultado que o apostador aposte. Mas como as casas de apostas conseguem lucro se ganham metade das apostas e perdem metade? Devido às margens. Num mercado perfeito, num lançamento de moeda ao ar a odd para sair cara ou coroa deveria ser de 2 (50% de probabilidade). A verdade é que isso nunca acontece e essa mesma odd traduzida para o panorama das casas de apostas situaria-se entre os 1.80 e os 1.99 tanto para cara ou como para coroa. Estas margens podem dar uma vantagem de 20% as casas de apostas, muito superior aos 1,3% de vantagem que têm os casinos quando se joga, por exemplo no preto ou vermelho.

Nem mesmo a Betfair consegue oferecer um mercado justo, porque apesar de estarmos a jogar contra outros utilizadores, a Betfair reserva-se no direito de cobrar um mínimo de 5% por cada aposta ganha, o que garante sempre uma margem superior a 5% em cada aposta realizada, sem nunca perder dinheiro.

Boas Apostas!