Quantas vezes já lhe passou pela cabeça que foi enganado por uma casa de apostas, ou mesmo está em completo desacordo com as suas políticas? Se sim, não se preocupe pois não é o primeiro nem seguramente será o último. Qualquer apostador com um mínimo de experiência já passou por situações similares. Seja por pagamentos realizados fora do prazo, seja simplesmente porque o sistema falhou e a casa de apostas tirou partido disso, a verdade é que praticamente todos os apostadores, em determinados momentos, sentem-se enganados pelas casas de apostas online. É necessário não só perceber como é funcionam estes sistemas, mas principalmente saber de que forma agir quando acontece uma situação deste geénero. Partilhamos convosco uma situação real:

Era um apostador inexperiente e jogava na Bwin (na altura ainda bet and win), e decorria salvo erro, o tour de france de 2007, na altura o sprinter alemão Erik Zabel já se encontrava nos seus anos decadentes de carreira. Isto acontece durante uma etapa com possível chegada em sprint, e nas apostas ao vivo, fui confrontado por uma odd de 5.50 para o alemão não ganhar a corrida. Evidentemente aceitei a odd e apostei na altura todo o meu dinheiro (não mais de 10 – 15 euros). Acaba a corrida e com naturalidade vence outro ciclista, como é lógico não cabia em mim de satisfação devido a ter aumentado a minha humilde banca de forma exponencial sem grande risco. A verdade, e para meu espanto, é que quando vou ver a minha conta, continuei com o mesmo dinheiro. Evidentemente confrontei a Bwin (secção de apoio), que me disseram que foi um erro da parte deles e como tal, reservavam-se ao direito de cancelar a aposta. Foi a primeira de muitas, mas talvez por ser a primeira, foi a mais marcante e nunca mais me saiu da memória.

As casas de apostas com o passar do tempo têm evoluido para uma maior responsabilidade e qualidade corporativa, que alicerçada numa ética direccionada para o cliente tem oferecido um serviço bastante melhor e mais completo.

Há alguns anos, quando o universo dos apostadores era apenas uma minoria, as casas de apostas praticavam uma política muito agressiva para com o cliente, com cláusulas incluídas e com condições que roçavam mesmo a ilegalidade. Nesses momentos o sentimento de insegurança era comum entre todos que apostavam, devido a permissividade legal e falta de legislação comum existente.

Para juntar a isso, a perícias dos oddsmakers e o conhecimento matemático por parte das casas, têm contribuído para que existam menos erros na hora de colocação de odds o que resulta invariavelmente em menores perdas negociais para as casas de apostas. Este aumento de qualidade negocial e a existência de uma legislação comum, tem levado à diminuição dos casos de reclamações entre apostadores e casas de apostas, e as reclamações já não são casos tão claros e flagrantes, apesar de ainda existirem algumas disputas legais, que para isso têm surgido varias associações em defesa do apostador.

reclamar apostas

IBAS

Aconselhamos porém, todos os apostadores, antes de recorrerem a estas instâncias, tentarem resolver os seus problemas com a secção de apoio ao cliente da respectiva casa de apostas, e apenas caso persista o diferendo recorrer por esta via.

A organização que aconselhamos a todos os apostadores a recorrerem quando existem este tipo de disputas é o IBAS (Independent Betting Adjucation Service). Esta empresa de origem britânica tem como função servir de juiz independente nas disputas entre casas de apostas/clientes.

Os principais compromissos do IBAS são:

  • Garantir imparcialidade em todos os casos.
  • Analisar cada caso de forma independente.
  • Atribuir a mesma atenção a todas as disputas.
  • Manter um painel de especialistas (que não esteja relacionado com a indústria de apostas online) que possua a experiência e conhecimento necessários para tomar decisões arbitrárias.

Os principais objectivos do IBAS:

  • Lutar pelo entendimento entre as casas de apostas e os seus clientes.
  • Promover a clareza, justiça e a consistência das regras de todas as casas de apostas.
  • Informar as Casas de Apostas e os seus clientes relativamente a apostas que geralmente são consideradas inválidas ou inaceitáveis de forma a reduzir o número de disputas.
  • Encorajar as casas de apostas registadas a exibir o logotipo do IBAS no seu website, demonstrando o seu compromisso para com os seus clientes.
  • Procurar melhorar de forma consistente o IBAS no sentido de beneficiar clientes e casas de apostas.

Para que uma disputa seja admitida pelo IBAS é necessário que preencha os seguintes requisitos:

  • A disputa foi considerada pela casa de apostas, mas a sua resolução não agrada a ambas as partes.
  • Ambas as partes comprometem-se a cumprir os termos e condições do IBAS.

Uma vez cumpridos estes requisitos, não é necessário nenhuma das partes realizar nenhum tramite burocrático para que o IBAS comece a actuar. Apenas é necessário um documento com as causas que provocaram o desentendimento entre ambas as partes, bem como as provas que permite ao IBAS resolver o diferendo.

Como reclamar para o IBAS?

  • O cliente pode consultar o IBAS através do número “+44 (0) 207 881 2690″, disponível 24 horas por dia – requisitando um formulário.
  • O cliente completa o formulário com toda a informação/provas relevantes para o caso.

Outra opção igualmente valida e o cliente dirigir-se ao website do IBAS e aí preencher o formulário em questão, que caso seja aceite o IBAS estudará o processo e deliberará em conformidade.

Boas Apostas!