Se apostar em qualquer que seja a casa ou bolsa de apostas, certamente que se depara, sempre que procura investir numa partida, com uma imensidão de possibilidades de aposta. Contudo, tal como as próprias odds o indicam, nem todas são tão prováveis como outras pelo que, se não for um acompanhante assíduo do futebol das equipas em jogo poderá enfrentar algumas dificuldades para decidir onde deve investir o seu dinheiro ou até mesmo ser induzido em erro por uma odd mais baixa que, à partida, é mais provável de acontecer que outra de maior amplitude. Desta forma procuramos com este tutorial ajuda-lo a, de forma independente, analisar as equipas que entrarão em campo de forma crítica e entender qual será o acontecimento mais provável na partida.

Antes de decidir apostar no que quer que seja, deve antes ter em conta alguns factores essenciais para qualquer partida de futebol:

A importância da escolha da competição

Tendo em conta o nível de competitividade da prova em questão e da importância da mesma para cada um dos conjuntos, (visto que uma taça nacional, comparativamente a um campeonato, apesar do menor nível competitivo, será de maior importância para uma equipa de menor estatuto do que para um emblema grande) poderá entender o grau de seriedade com que cada treinador fará o respectivo onze entrar em campo.

Por exemplo: Olhemos para o encontro dos oitavos de final da Taça de Portugal da temporada 2014/15 em que o Benfica, em casa, foi derrotado por 1-2, e consecutivamente eliminado, pelo SC Braga. À altura tinha acabado de ser jogada a jornada 13 da Primeira Liga e o Benfica, com objectivos de conquistar o bi-campeonato, encontrava-se na liderança já 9 com pontos de avanço do SC Braga que era por aquele tempo 4º na tabela. Sabendo que orientava um plantel de qualidade superior ao do adversário, o técnico encarnado optou por fazer ir a jogo um onze inicial com algumas alterações em relação ao que era hábito na liga, enquanto que o treinador arsenalista se manteve fiel aos seus melhores homens e levou para campo os 11 atletas de maior confiança que dispunha, tal como sempre fez no campeonato. Observamos então na equipa do Benfica um grande número de alterações comparativamente àquilo que era habitual nos jogos do campeonato, das quais se destacam as entradas do central César, do médio Bryan Cristante e ainda do extremo Ola John que, apesar dos demais anos de casa, realizou aqui apenas o 2º jogo completo da temporada.

Benfica X Braga

Podemos então considerar que houve, por parte de Jorge Jesus (técnico encarnado à altura), alguma subvalorização em relação ao Sporting de Braga e à forma como estes encarariam a partida, o que acabou por resultado num desfecho inglório para o Benfica que foi precocemente afastado da 2ª mais importante prova em Portugal. Este é então um acto recorrente por entre treinadores de equipas de elevado estatuto e que, nesta mesma temporada, aconteceu também a José Mourinho que na 4ª eliminatória da Taça de Inglaterra, também a jogar em casa, viu o seu Chelsea eliminado pelo Bradford City, do 3º escalão de futebol inglês depois de ter perdido por 2-4.

Já em competições com pouco ou nenhum cariz competitivo como são os casos dos jogos amigáveis, ou mesmo troféus de pré-temporada, a aposta é sempre arriscada visto que estas são situações em que os treinadores procuram fazer alguns testes a novas tácticas e jogadores. Por isto, na maioria dos casos, estes são jogos de final praticamente indefinido.

Jornadas decisivas têm uma influência grande no resultado

Sendo este um elemento mais importante em campeonatos do que propriamente em taças, a jornada em que cada embate tem lugar é um factor sublime que, especialmente nas rectas iniciais e finais de cada campeonato, exerce um papel de relevo no desfecho de algumas partidas. Isto acontece maioritariamente no início de cada nova temporada quando equipas que haviam alcançado boas classificações em anos anteriores enfrentam, com excesso de confiança, conjuntos que, à partida, não lhes conseguiriam oferecer grande oposição.

Terminada a partida ante do Sunderland os atletas do Chelsea percepcionaram de imediato a fuga do título inglês.

Terminada a partida ante do Sunderland os atletas do Chelsea percepcionaram de imediato a fuga do título inglês.

Um belo exemplo desta situação em fases iniciais de campeonatos é o do Real Madrid na actual temporada. Depois de terem já sido vencidos pelo Atlético de Madrid na Supertaça de Espanha, os merengues iniciaram a disputa da Liga BBVA com um triunfo na recepção ao Córdoba por 2-0. Contudo, após este triunfo, Cristiano Ronaldo e companhia sofreram de excesso de confiança e, nas duas jornadas seguintes, 2 e 3, acabaram derrotados quando eram claramente favoritos à vitória. Destas derrotas, a primeira aconteceu na deslocação à casa da Real Sociedad, por 4-2, e a segunda na recepção ao rival Atlético de Madrid que os venceu por 1-2. Outro belo exemplo disto, desta feita em rectas finais de campeonatos, é o do Chelsea na temporada 2013/14. Quando, à jornada 34 da Premier League, os Blues se classificavam na 2ª posição do campeonato com 75 pontos, apenas menos 2 que o líder do campeonato, o Liverpool, José Mourinho não conseguiu disciplinar o seu plantel da melhor forma e foram derrotados na jornada 35 em casa frente ao Sunderland por 1-2. Até ao fim da prova o conjunto londrino cederia ainda um empate, a zero na recepção ao Norwich na jornada 37, acabando assim por ficar classificado na 3ª posição da tabela após dois deslizes em casa e frente a dois conjuntos de estatuto inferior.

Já em provas como a Liga dos Campeões, ou até mesmo a Liga Europa, em que os clubes recebem prémios monetários conforme os resultados e as fases da prova que atinjam, o factor jornada torna-se algo irrelevante pois todas as equipas entram para o campo com vontade de vencer.

Analisar as Equipas em jogo

Para além de toda a envolvência da partida, os protagonistas da mesma são obviamente o grande factor para todas as apostas. Contudo, nem sempre a equipa de maior de estatuto é a principal favorita à vitória. Para estas, que são equipas habitualmente temidas, há também redutos e conjuntos que lhes causam alguns calafrios. Por isto, antes de apostar em qualquer jogo que seja, é essencial que verifique sempre um recente (3 a 4 temporadas) registo de embates entre os dois emblemas de modo a poder entender melhor quais são as tendências do mesmo. Ainda assim, neste aspecto é importante observar apenas os jogos ocorridos no estádio onde irá acontecer o jogo em que você pretende apostar, visto que o factor casa é um elemento de extrema importância para o crer e a motivação de todas as equipas. Em todos os nossos Prognósticos de Futebol e outros desportos, disponibilizamos esta informação aos nossos leitores.

Observemos então, como exemplo, as cinco últimas partidas do Paços de Ferreira em casa, nas quais enfrentou adversários como o Benfica, o Vitória de Guimarães ou o Sporting, todos eles classificados no top-5 da Primeira Liga.

Paços Ferreira 1-1 Sporting  Liga NOS 14/15
Paços Ferreira 1-0 Boavista  Liga NOS 14/15
Paços Ferreira 2-2 V. Guimarães  Liga NOS 14/15
Paços Ferreira 2-1 Penafiel  Liga NOS 14/15
Paços Ferreira 1-0 Benfica  Liga NOS 14/15

Ainda que bastante curto, este registo demonstra bem como uma equipa sem o estatuto nem as capacidades financeiras de “grandes” como o Benfica ou o Sporting lhes pode fazer frente. Infelizmente para estes, em Portugal o Estádio da Mata Real é já conhecido como um difícil terreno, mas tal como este existem muitos outros pequenos campos pelo Mundo fora que deixam qualquer emblema em maus lençóis, pelo que esta deve ser uma estatística que deve consultar para qualquer aposta.

Em sentido oposto podemos também olhar para o exemplo do Marselha em 2014/15. Após ter dado um excelente início à sua campanha na Ligue 1, chegando mesmo a ocupar a liderança durante 14 jornadas o OM iniciou, à passagem da jornada 9 do campeonato, uma série negativa em jogos fora de casa que acabou por se estender por 10 jogos. No final de contas foram praticamente 4 os meses que o Marselha esteve sem conseguir vencer fora de portas em todas as competições, acabando assim por perder a liderança do campeonato e ser eliminado quer da Taça de França, quer da Taça da Liga Francesa.

Toulouse 1-6 Marseille  Ligue 1 14/15
Saint-Étienne 2-2 Marseille  Ligue 1 14/15
Rennes 1-1 Marseille  Ligue 1 14/15
Nice 2-1 Marseille  Ligue 1 14/15
Montpellier 2-1 Marseille  Ligue 1 14/15
Grenoble 3-3 (5-4)g.p. Marseille  Taça de França 14/15
Monaco 1-0 Marseille  Ligue 1 14/15
Lorient 1-1 Marseille  Ligue 1 14/15
Paris SG 2-0 Marseille  Ligue 1 14/15
Rennes 2-1 Marseille  Taça da Liga 14/15
Lyon 1-0 Marseille  Ligue 1 14/15
Caen 1-2 Marseille  Ligue 1 14/15

Ainda dentro do aspecto das equipas é também importante o apostador ter em conta os atletas disponíveis e indisponíveis para a partida, sendo que estes últimos têm habitualmente maior peso no resultado final dos encontros. Quando um emblema é bastante dependente de um ou dois atletas e se vê privado de algum deles, habitualmente esta baixa tem repercussões em toda a equipa, quer a nível anímico, quer a nível da qualidade futebolística, pelo que é também essencial que, antes de investir o seu dinheiro em qualquer que seja a aposta, consulte a lista de indisponíveis das equipas em jogo.

Golos e momento de forma actual

Cristiano Ronaldo

Muitas vezes é maior a certeza em apostar na existência de um golo de CR7 do que propriamente na vitória do Real Madrid.

Por vezes, mesmo depois de analisar os três parâmetros acima, pode continuar sem saber qual o palpite mais acertado para apostar, isto, claro, em termos de vencedor ou perdedor da partida. Ainda assim, a variável dos golos é sempre uma excelente opção a ter em conta quando não consegue imaginar qual será o resultado final da partida. Desta forma, observando o registo das últimas partidas de cada equipa poderá ganhar uma noção do respectivo poder de fogo, ou incapacidade defensiva, quando actuam quer em casa, quer fora de portas.

Avaliando isto, no caso de uma das equipas ter um bom registo de golos marcados ou um péssimo registo defensivo nos últimos jogos, facilmente deduzirá que existe uma grande possibilidade do jogo terminar com um elevado número de golos. Em sentido oposto, verificando que um dos conjuntos tem por hábito terminar as suas partidas com um reduzido número de tentos, quer marcados ou sofridos, a aposta num baixo número de golos para esse jogo tornar-se-à uma opção bastante viável.

Com estas pequenas dicas pretendemos ajudar o apostador a fazer a sua própria prospeção no mercado de apostas com fim a apostar com o mínimo de risco possível. Seja em jogos de alto nível competitivo ou até mesmo de divisões inferiores, todos os métodos acima exibidos serão uma mais valia para que consiga encontrar a melhor aposta para um determinado jogo. Ainda assim, não se esqueça de nunca investir o seu dinheiro com precaução e o máximo de certezas possíveis, sendo que nunca uma aposta deve ser feita de forma irreflectida nem forçada como, por exemplo, apostar numa partida do Benfica apenas por ser o seu clube de eleição. No caso de não encontrar nenhuma aposta que encaixe naquilo que você crê da partida, o mais acertado será mesmo abandonar esse jogo e seguir para o próximo.

Boas Apostas!