Menu
Premier League 6ª Jornada

Chelsea – Arsenal (Premier League)

Este será sem sombra de dúvida o jogo da jornada. O arranque de pesadelo na Liga Inglesa do Chelsea beneficiou de um breve escape na forma de uma vitória na estreia da Liga dos Campeões. De volta ao campeonato os Blues recebem os Gunners, que já os derrotaram no primeiro encontro oficial da temporada. O clube de Wenger sofreu um desaire inesperado na Croácia e Olivier Giroud está sob fogo cerrado por ter comprometido o objetivo da equipa mas um triunfo em Stamford Bridge calaria até os críticos mais empedernidos. Seria Mourinho capaz de resistir a uma derrota em casa frente ao Arsenal?

Quem poderia imaginar que à quinta jornada o Chelsea treinado por José Mourinho estivesse na décima sétima posição, a dois pontos da zona de despromoção, tendo conquistado apenas quatro pontos de entre quinze possíveis? Três derrotas, um empate e uma única vitória não é registo que se apresente quando se arranca para uma nova temporada com o objetivo, natural e legítimo, de revalidar o título. Como se não bastasse, o City segue com o pleno, encabeçando a classificação.

Os sinais de desastre não acabam nos resultados. Falta a garra e mentalidade ganhadora que nos habituamos a ver nas equipas do treinador português e neste momento o Chelsea tem a pior defesa do campeonato, com doze golos concedidos. “Maldição da terceira temporada” ou não, o reinado de Mourinho em Stamford Bridge está ameaçado. A defesa, em particular os veteranos dessa unidade – John Terry e Ivanovic – têm sido os protagonistas dos erros que tem custado jogos e por arrasto a confiança da equipa. Cesc Fàbregas também está sob escrutínio e há meses que o espanhol não faz um exibição de encher as medidas.

No último fim de semana os Blues foram anulados em Goodison Park, com toda a justiça e Mourinho perdeu a cabeça na lateral. É fácil manter a compostura quando se ganha quase sempre mas saber perder é uma coisa muito mais complicada. O triplete de Naismith deu a vitória ao Everton (3-1).

Por tudo isto foi fundamental a vitória alcançada no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões. Com algumas poupanças no onze inicial, e introdução de gente nova, a equipa correspondeu ao desafio (4-0). Mesmo com Hazard a desperdiçar um penálti. A questão agora é perceber se alguns desses jogadores continuam a ser utilizados ou voltam a aquecer o banco. Willian e Pedro terminaram o encontro com lesões musculares e não estarão disponíveis para a receção aos Gunners. Falcão, e o seu joelho, também estão em dúvida.

Onze Provável: Begovic – Azpilicueta, Terry, Zouma, Rahman – Fàbregas, Matic – Ramires, Oscar, Hazard – Costa.

premier leagueO recorde do Arsenal nas competições domésticas inglesas é exatamente inverso ao dos próximos adversários. Três vitórias, um empate – em casa, com o Liverpool – e uma derrota – com o West Ham, também no Emirates. O que lhes vale a quarta posição, com dez pontos, já a cinco do líder, o Manchester City. Ainda assim, talvez se esperasse algo mais, depois da entrada de leão na Community Shield. No primeiro domingo de agosto os Gunners quebraram o enguiço que os impediu de bater o Chelsea de José Mourinho nas treze tentativas anteriores.

Na quarta-feira o Arsenal viajou até Zagreb, na Croácia, para a partida de estreia da fase de grupos da Liga dos Campeões e saiu de lá de mãos a abanar (2-1). Não era o resultado pretendido e esperado. Wenger foi posto em causa por causa das seis alterações no onze, em relação ao que tinha sido utilizado na vitória sobre o Stoke (2-0). Mas quem ficou realmente mal na fotografia foi Olivier Giroud. O francês ainda não fez nada que abone em seu favor esta temporada e nos dois últimos encontros do campeonato acabou por perder a titularidade em função de Theo Walcott. Depois foi assobiado pelos adeptos franceses pela fraca prestação no jogo da seleção. Wenger deu-lhe a possibilidade de entrar de novo na equipa e a vontade de mostrar serviço foi tanta que acabou expulso a cinco minutos do intervalo, com um segundo amarelo.

Esta situação não o impede de ser utilizado na Liga Inglesa mas o avançado parece estar um tanto descontrolado para ser utilizado num jogo que se espera ser duro. Para piorar a sua situação Walcott entra e faz o único golo dos Gunners na eliminatória. Neste caso, a decisão não deve ser difícil pata o treinador.

Wilshere, Welbeck e Rosicky são os lesionados no plantel.

Onze Provável: Cech – Bellerín, Koscielny, Mertesacker, Monreal – Coquelin, Cazorla – Ramsey, Ozil, Alexis Sánchez – Walcott.

Arsenal 1-0 Chelsea Community Shield 2015
Arsenal 0-0 Chelsea Premier League 2014/15
Chelsea 2-0 Arsenal Premier League 2014/15
Chelsea 6-0 Arsenal Premier League 2013/14
Arsenal 0-0 Chelsea Premier League 2013/14
Arsenal 0-2 Chelsea Capital One Cup 2013/14

O registo não está a favor Arsenal. É preciso recuar dez jogos, até à breve passagem de Vilas-Boas pelo banco de Stamford Bridge para encontrar a última vitória dos Gunners no terreno do rival. Se nos limitarmos aos embates entre Wenger e Mourinho – foram treze – só na final da Supertaça é que o francês conseguiu, por fim, sair vitorioso.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Vitória do Chelsea 2.45 Dhoze
chelsea
Chelsea
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Stamford Bridge
  • Cidade: Londres
  • Fundação: 1905

Ver ficha completa

arsenal
Arsenal
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Emirates
  • Cidade: Londres
  • Fundação: 1886

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1933
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 810
  • Próg. errados 1100
comments powered by Disqus

Últimos jogos