Menu
Primeira Liga 1ª Jornada

Belenenses – Rio Ave (Primeira Liga)

A primeira jornada da Liga NOS 2015/16 passa pelo Restelo. O Belenenses, motivado pelo triunfo frente aos suecos do Gotemburgo na 3ª pré-eliminatória de acesso à Liga Europa, recebe o Rio Ave. Os vilacondenses, que na nova época continuarão a ser orientados por Pedro Martins, garantiram reforços que geram expectativa e apresentam bons argumentos no ataque à nova temporada.

O Belenenses de Sá Pinto já se estreou oficialmente na nova época. O 6º lugar na última edição do campeonato permitiu aos “azuis do Restelo” entrarem na terceira pré-eliminatória de acesso à Liga Europa, fase que superaram com sucesso ao derrotarem os suecos do Gotemburgo. Após vitória por 2-1 em Lisboa com direito a “bis” de Carlos Martins, no norte da Europa, um empate a zero foi suficiente para carimbar o passaporte para o “play-off”. Antes do duplo compromisso diante do Altach, – eliminatória na qual o Belenenses procurará vencer e, consequentemente, vingar o Vitória SC – o Belém de Ricardo Sá Pinto estreia-se no campeonato português. O adversário é o Rio Ave, emblema que também se intrometeu na luta pela Europa na temporada transacta mas terminou a prova na 10ª posição, com 43 pontos.

O histórico lisboeta conta com um plantel interessante para encarar a nova época. Além da experiência de jogadores como Tonel, João Afonso, Gonçalo Brandão, Carlos Martins ou Tiago Caeiro, o técnico Ricardo Sá Pinto tem à sua disposição jovens a quem é reconhecido valor e que procuram afirmação como Rafael Floro, Rúben Pinto, Tiago Silva, Sturgeon, Betinho ou Dálcio. Conta simultaneamente com alguns jogadores que, embora jovens, têm já um percurso interessante nas competições nacionais. É esta simbiose entre a experiência de elementos mais velhos e a irreverência dos jovens a pretenderem mostrar o seu futebol que, crêem os dirigentes azuis, conduzirá o emblema da cruz de Cristo ao sucesso. Recorrendo ao onze apresentado no último jogo oficial, em Gotemburgo, passamos a introduzir a equipa que deverá ser habitualmente utilizada por Sá Pinto. Na baliza, o internacional português Hugo Ventura deverá ser o número 1. No eixo, Tonel e Brandão, dois centrais experientes. Pela direita o jovem João Amorim e, á esquerda, André Geraldes, jogador que regressa ao Restelo agora por empréstimo do Sporting. O trio do meio-campo conta com Rúben Pinto mais recuado, ele que é também capaz de assumir ações de condução e jogar mais subido se necessário. André Sousa veste a pele de “8”, posição na qual se sente bem e dá garantias. Carlos Martins, mais à frente e próximo da zona de decisão,assume a batuta. Pelas alas, além do fulgor de Sturgeon, há Miguel Rosa, jogador robusto, combativo e de remate fácil. No centro do ataque, Abel Camará, ponta-de-lança com boa dimensão física que tenta cimentar o seu futebol.

Onze provável: Hugo Ventura – João Amorim, Tonel, Brandão, Geraldes – Rúben Pinto, André Sousa, Carlos Martins – Sturgeon, Miguel Rosa, Camará.

Liga NOSO Rio Ave também apresenta bons argumentos para o ataque à nova época. Ou, se quisermos, a equipa que continua a ser orientada por Pedro Martins tem asas para voar. Se, por um lado, perdeu elementos importantes, há que reconhecer que se reforçou igualmente bem. Partiram Ederson e Diego Lopes para o Benfica. Embora Hassan também fizesse parte dos planos do clube da Luz, a transferência do avançado egípcio acabou por não se concretizar. O lateral Tiago Pinto e o avançado Yonathan Del Valle foram outras duas perdas significativas. Ambos partiram para o futebol turco. No sentido inverso, para o reforço do plantel, chegaram jogadores de reconhecida qualidade. Para as asas – alas, perdão –  Héldon e Kayembe são opções. Também Kizito – que brilhou ao serviço do SC Covilhã – e Yazalde – à procura de “renascer” – entram nas contas. Para o lugar de Ederson foi contratado o guarda-redes Rui Vieira. Guedes, Zé Pedro, Pedro Paulo e José Postiga ajudarão no ataque; Aníbal Capela poderá atuar no eixo defensivo, setor que ainda deverá ver Edimar, lateral-esquerdo, regressar. Elementos importantes como André Vilas-Boas, Ukra ou Tarantini também continuam na defesa do verde e branco do Ave.

À imagem daquilo que tem apresentado nas últimas épocas, este Rio Ave de Pedro Martins deverá ser uma equipa combativa, agressiva e que poderá criar muitas dificuldades nos jogos em casas. Recorde-se que na recta final do último campeonato os vilacondenses foram capazes de vencer o bicampeão nacional Benfica no estádio dos Arcos. É um plantel competitivo, aquele que o Rio Ave apresenta para encarar a presente edição da Liga NOS.

Onze provável: Cássio – Zeegelaar, Vilas-Boas, Capela, Lionn, Tarantini, Pedro Moreira, Bressan – Ukra, Héldon, Hassan.

Embora não tenha conseguido vencer o Rio Ave nas últimas duas edições do campeonato, o Belenenses está motivado, joga perante os seus adeptos e parte com ligeiro favoritismo para este jogo.

Belenenses 1-3 Rio Ave Liga NOS 2014/15
Rio Ave 0-0 Belenenses Liga NOS 2014/2015
Rio Ave 1-0 Belenenses Primeira Liga 2013/14
Belenenses 0-3 Rio Ave Primeira Liga 2013/14
Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória do Belenenses 2.50 Dhoze
belenenses
Belenenses
  • País: Portugal
  • Estádio: Estádio do Restelo
  • Cidade: Lisboa
  • Fundação: 1919

Ver ficha completa

rioave
Rio Ave
  • País: Portugal
  • Estádio: Estádio dos Arcos
  • Cidade: Vila do Conde
  • Fundação: 1939

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 1576
  • Média Odds usadas 1.79
  • Próg. certos 820
  • Próg. errados 680
comments powered by Disqus

Últimos jogos