Separados por quatro pontos com vantagem para o lado dos “Magpies”, Aston Villa e Newcastle medem forças no encontro que encerra a jornada 13 da Premier League 2019/20. Os “Villans” estão apenas um ponto acima da linha de perigo e sabem que urge pontuar.

O Aston Villa perdeu os últimos três compromissos que disputou para a Premier League, mas importa atentar na exigência dos encontros em causa: o conjunto de Birmingham perdeu no Etihad com o Manchester City (3-0), em casa com o Liverpool (1-2) no “último suspiro” e de seguida sucumbiu às mãos do Wolves (2-1) fora de portas, adversário que, cerca de 11 dias antes, tinha vencido em casa para a Taça da Liga.

Em ano de regresso ao escalão máximo do futebol inglês, o conjunto comandado por Dean Smith tem estado em bom plano no Villa Park. Ao cabo de sete partidas oficiais no seu terreno, o Aston Villa leva três vitórias, dois empates e perdeu em duas ocasiões, ante Bournemouth (1-2) e Liverpool (1-2). Só não marcou por uma vez, no nulo diante do West Ham, uma das duas únicas ocasiões em que não sofreu golos.

Jack Grealish e Wesley Moraes, com quatro golos cada, são os principais responsáveis pelo bom desempenho da equipa do ponto de vista ofensivo, sem esquecer a importância de atletas como El-Ghazi ou McGinn. Cada um dos últimos sete encontros disputados pelo Villa tiveram três ou mais golos.

Jota, Keinan David e Jed Steer ficam de fora por lesão. Grealish, Engels e Targett estão em duvida e, antes de apostar neste encontro, será importante conferir o onze inicial, dado que falamos de três potenciais titulares.

Onze provável: Nyland, Guilbert, Engels, Mings, Targett, Nakamba, McGinn, El Ghazi, Grealish, Trézéguet, Wesley

Premier LeagueO Newcastle está cinco pontos acima da linha de perigo, situação muito influenciada pela produção verificada nas últimas três jornadas. Ao cabo de 12 jogos, os “Magpies” somam 15 pontos e quase metade (7) foram conquistados na sequência descrita, graças às vitórias frente a West Ham (2-3) e Bournemouth (2-1) e à igualdade ante o Wolves (1-1). Estamos, portanto, perante a melhor sequência de resultados da época deste Newcastle.

Em St James Park, a nova época não foi encarada por otimismo, atendendo à determinação dos proprietários do clube em vendê-lo e, claro está, ao menor investimento apesar da contratação de Joelinton. Para já, o saldo é positivo.

Em seis jogos fora de portas, o Newcastle perdeu quatro e venceu dois, ainda que três dessas derrotas tenham acontecido frente a equipa que estão em bom plano nesta Premier League: Liverpool (3-1), Leicester (5-0) e Chelsea (1-0). Os triunfos aconteceram ante Tottenham (0-1) e West Ham (2-3).

Lascelles (lesionado) e Longstaff (suspenso) são ausências confirmadas. Schar e Ritchie permanecem em duvida.

Apesar da linha defensiva com cinco elementos, o registo defensivo do Newcastle não é propriamente admirável, sendo que a equipa encaixou 18 golos em 12 jogos e sofreu pelo menos um tento em quatro dos últimos cinco desafios.

Onze provável: Dubravka, Yedlin, Fernández, Clark, Dummet, Willmens, Hayden, Shelvey, Almirón, Saint-Maximin, Joelinton

Frente a frente vão estar duas equipas do “mesmo campeonato”: ou seja, que lutam pela permanência no escalão máximo do futebol inglês. A expectativa é a de uma partida equilibrada entre Villa e Newcastle, sem que a questão pontual obrigue as equipas a adotarem precauções excessivas.