José Mourinho pediu a Roman Abramovich para que este o deixe concertar as coisas, com umas “mudanças” que irá executar em Janeiro. Sob pressão, o técnico dos Blues está convencido que conseguirá mudar a péssima performance do Chelsea, desta temporada, com autoridade e ao dar “um abanão” ao conjunto de Londres, na janela de transferências.

O proprietário do Chelsea deu hipótese a Mourinho de concertar a situação em Janeiro, à troca de ver melhorias até lá.

O proprietário do Chelsea, Abramovich, deu hipótese a Mourinho de concertar a situação em Janeiro, à troca de ver melhorias até lá.

O técnico que comanda os Blues falou com o proprietário do clube, o bilionário Abramovich, de 49 anos, e insistiu em que ele próprio saberia o momento certo para sair – mas que não seria agora. Em vez disso, Mourinho quer uma oportunidade para erradicar os jogadores que sente serem a causa deste pesadelo, pelo qual o Chelsea tem atravessado. Uma fonte próxima de José Mourinho disse ao jornal inglês, Sunsport: “Ele quer chegar à janela de transferências, em Janeiro, e remover os jogadores que ele considera serem as maçãs podres do plantel, e voltar a colocar o clube novamente no bom caminho.”

O técnico português foi impedido de estar no banco, no jogo de Sábado, por castigo pela Associação de Futebol, onde perdeu 1-0 em casa do Stoke City. Este foi um desempenho melhorado em relação aos últimos jogos da Liga, por parte dos Blues, mas mesmo assim foi a sétima derrota esta temporada, deixando-os apenas 2 lugares acima da zona de relegação. Este colapso dramático para os campeões apontou Mourinho a uma saída de Stamford Bridge, chegando alguns mesmo a acreditar realmente na sua saída. No entanto, a fonte acrescentou: “José não quer prazos colocados em cima dele quanto a uma melhoria, mas Roman Abramovich disse a Mourinho que precisa de ver sinais de melhoramentos.”

Jogadores do Chelsea querem Didier Drogba de volta

As estrelas do Chelsea, que se encontram em dificuldades esta temporada, estão prontas a enviar um S.O.S. à lenda do clube, Didier Drogba.

Vários jogadores de topo, dos Blues, acreditam que a ausência deste icónico atacante do clube é um factor nesta sua lastimável temporada, por causa da sua capacidade de unir o plantel. Os jogadores querem que Drogba volte a treinar com o Chelsea e os ajude a levantar a confiança, com estes campeões da Premier League a lutarem contra uma queda preocupante. Didier Drogba, de 37 anos, terminou agora a esta temporada como jogador da MLS, pelo Montreal Impact, após serem eliminados dos play-offs, ficando agora livre até Janeiro.

O antigo capitão do Liverpool, Steven Gerrard, também está de volta a Inglaterra, após uma temporada nos Estados Unidos, ao serviço do LA Galaxy, e irá treinar com os seus antigos colegas de equipa, para se manter em forma. Drogba deixou o Chelsea pela segunda vez, no fim da temporada passada, como campeão da Premier League pela quarta vez, e uma fonte dos Blues, disse: “Didier era sempre a pessoa que animava o grupo. Ele consegue falar em três ou quatro línguas, e dava-se bem com praticamente todas as diferentes nacionalidades em todo o plantel. Era ele que costumava publicar fotos dos jogadores todos juntos no Instagram, e comprou anéis de ouro para os seus companheiros de equipa, para comemorarem a Champions League em 2012. Alguns jogadores já falaram sobre o quanto sentem a sua falta e como seria fantástico se ele pudesse voltar a treinar e reacender a velha chama.” Drogba foi levado ao colo pelos colegas de equipa dentro de campo, quando disputou o seu último jogo em casa, pelo Chelsea, onde venceram por 3-1 sobre o Sunderland, em Maio. O Capitão John Terry é o último membro da velha guarda, dos dias em que a equipa enfrentou o mundo – e venceu.

O técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, abriu as portas a Steven Gerrard para que este possa treinar com eles durante a pausa de Inverno da MLS. Foi também perguntado a José Mourinho sobre a

A presença de Didier Drogba é sentida no Chelsea

A presença de Didier Drogba é sentida no Chelsea

possibilidade de Drogba e Lampard voltarem a treinar, temporariamente, no Chelsea, mas este recusou-se a discutir o assunto. O médio Nemanja Matic insiste que os Blues estão a enfrentar os problemas juntos. A derrota de 1-0 de sábado, em terreno do Stoke City, foi a sétima derrota em doze jogos, que os deixou em 16º lugar na tabela de classificação geral. No entanto, Mourinho continua com o seu trabalho seguro, e Matic disse: “Na minha opinião, nos últimos dois jogos, nós praticamos bom futebol, mas tivemos azar. Não estou a dizer que jogámos bem em todos os jogos esta temporada, é claro que houve alguns jogos em que merecíamos perder, mas não acho que seja o caso dos últimos dois, merecíamos mais. O que está a correr bem é que a equipa está junta, todos entendem a situação em que estamos e vamos tentar ser mais unidos e trabalhar mais, para melhoramos a situação. Neste momento, ainda não tivemos a sorte de mudar alguma coisa que nos tornasse melhores, mas espero que, no futuro, o façamos. Não estamos habituados a esta posição, mas não olhamos muito para a tabela. Na última temporada, quando fomos campeões, para os primeiros 10/15 jogos também não olhamos para a tabela, tentámos levar as coisas jogo após jogo, e colher o maior número de pontos possível. A tabela, neste momento, não é realista, porque acho que o Chelsea merece melhor. Vamos tentar recuperar os pontos que perdemos até agora.”