Menu

África do Sul – Cabo Verde (CAN 2013)

O Soccer City de Joanesburgo estará cheio para a abertura de mais uma edição da Taça das Nações Africanas. Em campo, a equipa da casa, África do Sul, frente a um estreante nestas andanças, Cabo Verde. Enquanto os Bafana Bafana carregam a responsabilidade de fazer reviver a glória de 1996, ano em que disputando o torneio em casa, foram campeões africanos, os Tubarões Azuis experimentam-se, pela primeira vez, na grande competição continental, sem mais nenhuma obrigação do que aproveitar ao máximo a experiência.

Esta diferença de responsabilidades poderá vir a ser essencial para o desenrolar da partida. Os sul africanos têm tido dificuldades, ao longo dos últimos anos, para impor o seu futebol junto a outras equipas do continente. A isso muito se deve o crescente nível físico das equipas africanas, bem como a tradicional magia associada aos esquemas ofensivos. Na equipa da África do Sul, ambas estão em falta. Nem é um conjunto muito dotado fisicamente, nem tem opções de relevo na frente de ataque, mostrando-se senhora de um futebol mais direto, herdeiro do britânico. Ainda assim, a jogar em casa, a África do Sul é vista como uma das favoritas à vitória final.

Na baliza dos sul-africanos estará Khune. Apesar de jovem, com 25 anos, este guardião está perto de atingir as 50 internacionalizações e é uma das referências da defensiva dos Bafana Bafana. Excelentes exibições em jogos de preparação frente à Polónia e ao Brasil fizeram crescer a cotação do jogador dos Kaizer Chiefs. Na linha defensiva, o capitão Bongani Khumalo será das últimas barreiras à ofensiva de Cabo Verde. Atualmente a atuar no PAOK, da Grécia, Khumalo é o expoente máximo de uma linha que deverá apresentar Gaxa, na direita, Sangweni, ao centro, e Masilela, um dos jogadores mais respeitados do onze, na esquerda.

CAN 2013Na zona intermediária, Digkacoi é peça fundamental no equilíbrio do conjunto. A atuar em Inglaterra, é ele a referência mais física da equipa, até porque os restantes jogadores nesta zona do terreno têm outros atributos. Letsholonyane, Phala e Tshabalala apostam na velocidade e são pequenas carraças na procura de espaços na equipa adversária. Complicados de parar quando inspirados, e a jogar num estádio cheio com os seus apoiantes, poderá ser aqui que Gordon Ingesun, o técnico, encontrará quem faça a diferença. Na frente de ataque, Parker e Mphela deverão ocupar as posições, fechando um esquema em 4-4-2, embora Chabango também tenha sido uma opção nos derradeiros jogos. ~

Os Tubarões Azuis deverão contar com Vozinha na baliza, e uma defensiva composta por Gegê, Nando, Fernando Varela e Nivaldo. A ausência de Ricardo, defesa-central do Paços de Ferreira que renunciou, será sentida, dado ser ele dos jogadores mais experientes deste conjunto. Mas com vários atletas a atuar em Portugal, a consistência defensiva deverá ser um dos pontos fortes do conjunto de Lúcio Antunes. No meio campo, Tony Varela e Marco Soares fecham a zona, com Babanco a funcionar como terceiro elemento de um conjunto que parte de um 4-3-3 mas que povoa bem o centro do terreno. Na frente de ataque, Ryan Mendes será a figura principal, contando com Djaniny e Héldon como figuras principais. No entanto, Nhuck, Platini ou Júlio Tavares também se constituem como boas opções para a frente de ataque que baseia o seu jogo na velocidade. A ausência de Odair Fortes e Zé Luís, por lesão, reduziram as escolhas do técnico, mas não fazem com que os Tubarões Azuis percam ambição nesta prova.

Nos encontros recentes, a África do Sul somou vitórias frente ao Quénia e ao Malawi, tendo perdido contra Noruega, Zâmbia e Polónia. Isso poderá colocar em causa as aspirações ao título, mas mantém intacta a ambição de ultrapassar a fase de apuramento. Já Cabo Verde, com uma derrota frente ao Gana e um empate com a Nigéria, procurou medir-se com equipas bem poderosas. Em causa a necessidade de apresentar um futebol de mais contenção numa competição com a CAN.

No historial destas seleções, existem dois encontros a contar para o apuramento do Mundial 2006. Numa fase em que Cabo Verde era ainda um projeto do que é hoje, os Bafana Bafana venceram as duas partidas. Algo que poderá voltar a acontecer na abertura da Taça das Nações Africanas 2013.

Ao nível dos confrontos directos recentes entre ambas as Selecções, os resultados são os seguintes:

Cabo Verde 1-2 África do Sul  WC2006 CAF
África do Sul 2-1 Cabo Verde  WC2006 CAF

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória da África do Sul 1.50 Bet365
África do Sul
África do Sul
  • País: África do Sul
  • Estádio:
  • Cidade: Cidade do Cabo
  • Fundação: 1991

Ver ficha completa

cabo verde
Cabo Verde
  • País: Cabo Verde
  • Estádio:
  • Cidade: Praia
  • Fundação: 1982

Ver ficha completa

Luís Cristóvão
Luís Cristóvão
  • Próg. realizados 2909
  • Média Odds usadas 2.15
  • Próg. certos 1366
  • Próg. errados 1506
comments powered by Disqus

Últimos jogos